Nome: Marcia Fernanda

Apelido: São vários mas os mais comuns são Marcinha, Cinha, Mama ou Ma.

País: Brasil

Estado: Rio de Janeiro/R.J.

Aniversário: 3 de novembro

Coisas de que gosto: Estar com a família e amigos é sempre um programa que faço e amo. Adoro a natureza, os animais e também praia, sair com amigos, ouvir música, dançar, ir a shows, barzinhos, ver filmes e/ou documentários, internet, viajar vez em quando.

Coisas que não gosto: Inverno, frio, tempo chuvoso, pessoas hipócritas, falsas, invejosas, más e covardes. Músicas ao estilo Funk e Charm. Programas Casseta & Planeta e de Auditório com conteúdos chulos, tipo Super Pop, A Casa é Sua, TV Fama.

Coisas que odeio: Injustiça, covardia, maldade.

Qualidades que aprecio: Amizade, fidelidade, honradez.

Pior defeito: Falsidade, arrogância, falso moralismo, ignorância.

Músicas que curto: MPB, samba, pagode, pop music, dance music, axé music, new wave, new age, latina, espanhola, cubana, africana.

Livros: Feliz Ano Velho, E por falar em amor, Às margens do rio Pietra eu sentei e chorei, Tapa de humor não dói, Diário de um magro.

Filmes: Ben-Hur, A Casa dos Espíritos, Feliz Ano Velho, O Paciente Inglês, O Céu que nos protege, Ghost, Inocência, O Quatrilho, O diário de Anne Frank, Central do Brasil, Chocolate, Matrix, Alien, Ghandi, Por que choram os homens, O Informante, A lista de Schindler, Uma mente brilhante, Coração Satânico, Enigma do outro mundo, Óleo de Lorenzo, Silêncio dos Inocentes, Seven, Os Outros, Bellini e a Esfinge, Conspiração Tequila, Mad Max, Montanha dos gorilas (filme e documentário)... ih, são muitos... rsss

Cor preferida: Azul, e precisava mesmo dizer?... rsss

Signo: Sic!!! fala sério ô!... rsss

Um perfume: Acqua Fresca do O Boticário, de dia e à noite, Fidji de Guy Laroche.

Um lugar: Poços de Caldas, M.G. Me apaixonei pelo lugar com suas ruas arborizadas por coloridas quaresmeiras e pessoas simples, simpáticas e hospitaleiras.

Uma frase: "Não queira adicionar dias à sua vida e sim VIDA aos seus dias."

Um pensamento: "Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim."

Um recado: "A dor é inevitável. O sofrimento é opcional."



Todos os dias Deus nos dá um momento em que é possível mudar tudo que nos deixa infelizes. O instante mágico é o momento em que um "sim" ou um "não" pode mudar toda a nossa existência.


Paulo Coelho









moon phases


espiando meu Universo.





Campanhas






















Crimes na internet? Denuncie




Blogs de Amigos

















Bolg da Dê





† O Anjo Guerreiro †







Navegando...


Altar Virtual

Angels - Portal dos Anjos

Animações

Apontador

Arte da Mitologia

Blog da Lúcia

Blog do Noblat.com.br

Busca Google Brasil

Banheiro Feminino

Busca Temática

Chico Xavier

Correios Online

Diário de um Bacalhau

Era de Aquário

Fantasy Balloon Eventos

A frase do dia é...

O Grelo Falante

Guia dos Curiosos

Guia Grécia

Guia do Meio-dia

Ilusão de Optica

InternETC

Links & Sites

Minutos de Sabedoria

Mithos

Mitologia Grega

Mural de Imagens

Portal das Curiosidades

UOL - O melhor conteúdo

Yahoo! Brasil






Link-me







Recapitulando


01/06/2010 a 30/06/2010

01/07/2006 a 31/07/2006

01/11/2005 a 30/11/2005

01/10/2005 a 31/10/2005

01/09/2005 a 30/09/2005

01/08/2005 a 31/08/2005

01/07/2005 a 31/07/2005

01/06/2005 a 30/06/2005

01/05/2005 a 31/05/2005

01/01/2005 a 31/01/2005

01/12/2004 a 31/12/2004

01/11/2004 a 30/11/2004





Quer votar?


Clique aqui




Indique esse Blog




Pegue o seu no TBM


Blogs.com.br - O Ponto de Encontro dos Blogueiros do Brasil



Busca Desaparecidos:

1º nome ou Sobrenome

Powered by desapareceu.org


Busca Desaparecidos:

Por CIDADE

Powered by desapareceu.org





free geocities






Teste



Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 10h26
[ ] [ envie esta mensagem ]






Esta é genial e total/ verdadeira (uma amiga me enviou por email e aaaamei)

  

 
 
POLITICAMENTE CORRETO

1. Uma mulher nunca tem TPM.
Ela simplesmente se torna HORMONALMENTE HOMICIDA.

2. Uma mulher não tem UM CORPO FANTÁSTICO.
Ela é simplesmente GEOMETRICAMENTE SUPERIOR.

3. Uma mulher nunca é uma MÁ COZINHEIRA.
Ela simplesmente é COMPATÍVEL COM MICROONDAS .

4. Uma mulher não é uma MÁ MOTORISTA.
Ela simplesmente é AUTOMOTIVAMENTE DESAFIADORA.

5. Uma mulher nunca é FÁCIL.
Ela é HORIZONTALMENTE ACESSÍVEL.

6. Uma mulher nunca te UMA CORTADA.
Ela simplesmente se torna HORIZONTALMENTE INACESSÍVEL.

7. Uma mulher nunca e FRÍGIDA.
Ela simplesmente é TERMICAMENTE INCOMPATÍVEL.

8. Uma mulher nunca USA MAQUIAGEM DEMAIS.
Ela simplesmente é COSMETICAMENTE SATURADA.

9. Uma mulher nunca GANHA PESO.
Ela simplesmente se transforma num ACUMULADOR METABÓLICO.

10. Ela nunca é MUITO MAGRA.
Ela simplesmente é ESQUELETALMENTE PROEMINENTE.

11. Os seios de uma mulher nunca CAEM.
Eles se tornam GRAVITACIONALMENTE DESAFIADOS.

Resumindo....SÃO PERFEITAS!!!!!


Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 16h22
[ ] [ envie esta mensagem ]






"A felicidade é qualquer coisa que depende mais de nós mesmos do que das contingências e das eventualidades da vida!"

 

Beijos, um ótimo fim de semana e fiquem em paz!

 

 



Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 20h14
[ ] [ envie esta mensagem ]






 

CRÔNICA DA LOUCURA

O melhor da Terapia é ficar observando os meus colegas loucos. Existem dois tipos de loucos. O louco propriamente dito e o que cuida do louco: o analista, o terapeuta, o psicólogo e o psiquiatra.

Sim, somente um louco pode se dispor a ouvir a loucura de seis ou sete outros loucos todos os dias, meses, anos. Se não era louco, ficou.

Durante quarenta anos, passei longe deles. Pronto, acabei diante de um louco, contando as minhas loucuras acumuladas.

Confesso, como louco confesso, que estou adorando estar louco semanal.

O melhor da terapia é chegar antes, alguns minutos e ficar observando os meus colegas loucos na sala de espera. Onde faço a minha terapia é uma casa grande com oito loucos analistas. Portanto, a sala de espera sempre tem três ou quatro ali, ansiosos, pensando na loucura que vão dizer dali a pouco.

Ninguém olha para ninguém. O silêncio é uma loucura. E eu, como escritor, adoro observar pessoas, imaginar os nomes, a profissão, quantos filhos têm, se são rotarianos ou leoninos, corintianos ou palmeirenses.

Acho que todo escritor gosta desse brinquedo, no mínimo, criativo. E a sala de espera de uma "clínica psicológica", como diz a atendente absolutamente normal (apenas uma pessoa normal lê tanto Paulo Coelho como ela), é um prato cheio para um louco escritor como eu. Senão, vejamos:
Na última quarta-feira, estávamos:
1. Eu
2. Um negro muito bem vestido,
3. Um senhor de uns cinqüenta anos e
4. Uma velha gorda.

 

Comecei, é claro, imediatamente a imaginar qual seria o problema de cada um deles. Não foi difícil, porque eu já partia do principio que todos eram loucos, como eu. Senão, não estariam ali, tão cabisbaixos e ensimesmados.

(2) O rapaz negro, por exemplo. Claro que a cor, num país racista como o nosso, deve ter contribuído muito para leva-lo até aquela poltrona de vime.
Deve gostar de uma branca, e os pais dela não aprovam o namoro e não conseguiu entrar como sócio do "Harmonia do Samba"? Notei que o tênis estava um pouco velho. Problema de ascensão social, com certeza. O olhar dele era triste, cansado. Comecei a ficar com pena dele. Depois notei que ele trazia uma
mala. Podia ser o corpo da namorada esquartejada lá dentro. Talvez apenas a cabeça. Devia ser um assassino, ou suicida, no mínimo. Podia ter também uma arma lá dentro. Podia ser perigoso. Afastei-me um pouco dele no sofá.
Ele dava olhadas furtivas para dentro da mala assassina.

(3 )E o senhor de terno preto, gravata, meias e sapatos também pretos? Como ele estava sofrendo, coitado. Ele disfarçava, mas notei que tinha um pequeno tique no olho esquerdo. Corno, na certa. E manso. Corno manso sempre tem tiques. Já notaram? Observo as mãos. Roía as unhas. Insegurança total, medo de viver. Filho drogado? Bem provável. Como era infeliz esse meu personagem. Uma hora tirou o lenço e eu já estava esperando as lágrimas quando ele assoou o nariz violentamente,  interrompendo o Paulo Coelho da outra. Faltava um botão na camisa. Claro, abandonado pela esposa. Devia morar num flat, pagar caro, devia ter dívidas astronômicas.
Homossexual? Acho que não. Ninguém beijaria um homem com um bigode daqueles.
Tingido.

 

(4) Mas a melhor, a mais doida, era a louca gorda e baixinha. Que bunda imensa. Como sofria, meu Deus. Bastava olhar no rosto dela. Não devia fazer amor há mais de trinta anos. Será que se masturbaria? Será que era esse o problema dela? Uma velha masturbadora? Não! Tirou um terço da bolsa e começou a rezar. Meu Deus, o caso é mais grave do que eu pensava. Estava no quinto cigarro em dez minutos. Tensa. Coitada. O que deve ser dos filhos dela? Acho que os filhos não comem a macarronada dela há dezenas e dezenas de domingos. Tinha cara também de quem mentia para o analista. Minha mãe rezaria uma Salve-Rainha por ela, se a conhecesse.

Acabou o meu tempo. Tenho que ir conversar com o meu psicanalista. Conto para ele a minha "viagem" na sala de espera.

Ele ri, ..... ri muito, o meu psicanalista, e diz:
- O Ditinho é o nosso office-boy.
- O de terno preto é representante de uma editora multinacional de livros e testes lá no Ipiranga e passa aqui uma vez por mês com as novidades.
- E a gordinha é a Dona Dirce, a minha mãe.
- E você, não vai ter alta tão cedo..."

 

Luis Fernando Veríssimo

Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 19h47
[ ] [ envie esta mensagem ]






 
 
 

O QUE SE PASSA NA CAMA

 

(O que se passa na cama
é segredo de quem ama)
É segredo de quem ama
não conhecer pela rama
gozo que seja profundo,
elaborado na terra
e tão fora deste mundo
que o corpo, encontrando o corpo
e por ele navegando,
atinge a paz de outro horto,
noutro mundo: paz de morto,
nirvana, sono do pênis.
Ai, cama canção de cuna,
dorme, menina, nanana,
dorme onça suçuarana,
dorme cândida vagina,
dorme a última sirena
ou a penúltima...O pênis
dorme, puma, americana
fera exausta. Dorme, fulva
grinalda de tua vulva.
E silenciem os que amam,
entre lençol e cortina
ainda úmidos de sêmen,
estes segredos de cama.

 

Carlos Drummond de Andrade



Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 19h13
[ ] [ envie esta mensagem ]






"É preciso fazer da interrupção um caminho novo; fazer da queda, um passo de dança; do medo, uma escada; do sonho, uma ponte; da procura, um encontro"

 

Fernando Pessoa

 

 

 

Beijinhos a todos e ótima semana!



Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 18h42
[ ] [ envie esta mensagem ]






QUANDO ME SINTO FRACO, ENTÃO É QUE ME FAÇO FORTE.


 
Sei que Deus não me criou para que eu me sentisse derrotado
pelos problemas que a vida me apresenta.
Deus não me criou para o desânimo que insistente bate à porta de meu coração,
sempre que alguma coisa não dá certo.
Ele não quer ver esta ruga que aparece em meu rosto, refletido no espelho,
sinal de toda a preocupação que ocupa minha mente.
Ele sabe que se hoje as coisas não me parecem bem, amanhã, à luz de um novo dia,
elas me parecerão menos graves, do que o impacto que me causaram.
Ele sabe, que não obstante, à pequenez de minha fé, no fundo sei que posso contar
com a Sua proteção.
Sabe que eu tenho certeza de que não colocará em meus ombros
peso maior do que eu possa suportar.
Sabe que eu entendo que essas experiências desagradáveis pelas quais passo em minha vida,
servirão apenas para elevar e fortalecer  meu espírito e enriquecer meu conhecimento.
E é por tudo isso, que não devo esmorecer, não devo dar ao meu inimigo, seja ele quem for,
físico, moral ou espiritual, o gosto da vitória sobre mim.
Deus me criou para ser amado, principalmente por mim mesmo!
DEUS ME CRIOU PARA VENCER...
 
SEMPRE!

(Ir. José Roberto e Ir. Afonso)



Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 18h36
[ ] [ envie esta mensagem ]






 

 

TUDO OUTRA VEZ

 

Há tempo muito tempo que eu estou longe de casa
E nessas ilhas cheias de distância
O meu blusão de couro se estragou
Ouvi dizer num papo da rapaziada
Que aquele amigo que embarcou comigo
Cheio de esperança e fé, já se mandou
Sentado à beira do caminho pra pedir carona
Tenho falado à mulher companheira
Quem sabe lá no trópico a vida esteja a mil
E um cara que transava à noite no "Danúbio azul"
Me disse que faz sol na América do Sul
E nossas irmãs nos esperam no coração do Brasil


Minha rede branca, meu cachorro ligeiro
Sertão, olha o Concorde que vem vindo do estrangeiro
O fim do termo "saudade" como o charme brasileiro
De alguém sozinho a cismar
Gente de minha rua, como eu andei distante
Quando eu desapareci, ela arranjou um amante.
Minha normalista linda, ainda sou estudante
Da vida que eu quero dar


Até parece que foi ontem minha mocidade
Meu diploma de sofrer de outra Universidade
Minha fala nordestina, quero esquecer o francês
E vou viver as coisas novas, que também são boas
O amor/humor das praças cheias de pessoas
Agora eu quero tudo, tudo outra vez

 

Minha rede branca, meu cachorro ligeiro
Sertão, olha o Concorde que vem vindo do estrangeiro
O fim do termo "saudade" como o charme brasileiro
De alguém sozinho a cismar
Gente de minha rua, como eu andei distante
Quando eu desapareci, ela arranjou um amante.
Minha normalista linda, ainda sou estudante
Da vida que eu quero dar


Belchior



Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 18h28
[ ] [ envie esta mensagem ]






 

 

"Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia
vou construir um castelo."

 

Fernando Pessoa



Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 09h31
[ ] [ envie esta mensagem ]






 

 

NAVEGUE

 

Navegue, descubra tesouros, mas não os tire do fundo do mar, o lugar deles é lá.
Admire a lua, sonhe com ela, mas não queira trazê-la para a terra.
Curta o sol, se deixe acariciar por ele, mas lembre-se que o seu calor é para todos.
Sonhe com as estrelas, apenas sonhe, elas só podem brilhar no céu.
Não tente deter o vento, ele precisa correr por toda parte, ele tem pressa de chegar sabe-se lá onde.
Não apare a chuva, ela quer cair e molhar muitos rostos, não pode molhar só o seu.
As lágrimas?
Não as seque, elas precisam correr na minha, na sua, em todas as faces.
O sorriso!
Esse você deve segurar, não deixe-o ir embora, agarre-o!
Quem você ama?
Guarde dentro de um porta-jóias, tranque, perca a chave!
Quem você ama é a maior jóia que você possui, a mais valiosa.
Não importa se a estação do ano muda, se o século vira e se o milênio é outro, se a idade aumenta; conserve a vontade de viver, não se chega à parte alguma sem ela.
Abra todas as janelas que encontrar e as portas também.
Persiga um sonho, mas não deixe ele viver sozinho.
Alimente sua alma com amor, cure suas feridas com carinho.
Descubra-se todos os dias, e deixe-se levar pelas vontades, mas não enlouqueça por elas.
Procure, sempre procure o fim de uma história, seja ela qual for.
Dê um sorriso para quem esqueceu como se faz isso.
Acelere seus pensamentos, mas não permita que eles te consumam.
Olhe para o lado, alguém precisa de você.
Abasteça seu coração de fé, não a perca nunca.
Mergulhe de cabeça nos seus desejos e satisfaça-os.
Agonize de dor por um amigo, só saia dessa agonia se conseguir tirá-lo também.
Procure os seus caminhos, mas não magoe ninguém nessa procura.
Arrependa-se, volte atrás, peça perdão!
Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se achá-lo, segure-o!

 

Fernando Pessoa



Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 09h19
[ ] [ envie esta mensagem ]








Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 18h32
[ ] [ envie esta mensagem ]








Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 18h23
[ ] [ envie esta mensagem ]






Ninguém é dono da sua felicidade.

Por isso, não entregue sua alegria, sua paz, sua vida nas mãos de ninguém, absolutamente ninguém!

Nunca se esqueça de que somos livres, não pertencemos a ninguém.

Se você anda repetindo muito "eu preciso de você" ou, "você é a razão da minha vida", cuide-se!

A razão da sua vida é você mesmo.

Pare de colocar sua felicidade cada dia mais distante de você.

Abrace os que estão ao seu alcance hoje.

Se anda desesperado por problemas financeiros ou do coração, calma!

Você é reflexo do que pensa diariamente.

Pare de pensar mal de você e seja seu melhor amigo sempre.

Sorria!

Com um sorriso, o mundo se abre para você.

Trabalhe, trabalhe muito a seu favor.

Pare de esperar a felicidade sem esforços.

Pare de exigir das pessoas aquilo que você nem conquistou ainda.

Critique menos, trabalhe mais!

E nunca se esqueça de agradecer.

 

A grandeza não consiste em receber honras, mas em merecê-las!

 

Aristóteles



Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 18h12
[ ] [ envie esta mensagem ]






 

Hoje é dia de...

Hoje é dia de nascimento...
Hoje é dia de comemorar...
Hoje é dia de amar quem nos ama.
Hoje é dia de amar principalmente aqueles que não nos amam.
Hoje é dia de inovar...
Hoje é dia de se encher de esperanças...
Hoje é dia de saborear os momentos...
Hoje é dia de amadurecer as idéias...
Hoje é dia de crescer.
Hoje é dia de sobreviver da arrogância alheia.
Hoje é dia de meditar...
Hoje é dia de perdoar aos outros e a si próprio.
Hoje é dia de conhecer novas pessoas...
Hoje é dia de se conhecer melhor.
Hoje é dia de se libertar...
Hoje é dia de não envergonhar-se do que já fez.
Hoje é dia de merecer...
Hoje é dia de ganhar...
Hoje é dia de ser puro como uma criança.
Hoje é dia de ver e sentir o sol.
Hoje é dia de dizer quem é realmente...
Hoje é dia de dizer para todos o que quer...
Hoje é dia de ouvir o que os outros tem a dizer...
Hoje é dia de fazer acontecer.
Hoje é dia de cultivar e saborear novas amizades.
Hoje é dia de namorar...
Hoje é dia de combater os medos...
Hoje é dia de ajudar os inimigos.
Hoje é dia de compreender os seres humanos.
Hoje é dia de relembrar bons momentos...
Hoje é dia de fazer bons momentos...
Hoje é dia de se manifestar para o Universo.
Hoje é dia de agradecer as coisa boas...
Hoje é dia de se encher de luz e paz.
Hoje é dia de se dar um presente...
Hoje é dia de vencer.
Hoje é dia de VIVER...

Que todos os novos dias sejam iguais ao dia de hoje.

(Daniel Bonetti)



Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 06h44
[ ] [ envie esta mensagem ]






 

 

NÃO É FÁCIL FAZER 40 ANOS

 

Não é fácil fazer 40 anos, ter que olhar para trás e ver:

Que o tempo ficou curto para executar sonhos...

Que a realidade corre
em sentido contrário a nós...

Que os filhos cresceram,
e ainda os chamamos de crianças...

Que queremos colo dos pais,
mas eles precisam mais que nós...

Que algumas comidas fazem mal,
e ficamos só na vontade...

Que temos experiência,
mas a juventude está se afastando...

 

Que já não escolhemos tanto,
mas ficamos na dúvida mesmo assim...

Que a inocência se foi,
e desconfiamos de tudo e de todos...

Que temos pressa em recuperar o tempo,
mas ele corre bem mais...

Que temos admiração em olhar a estrela,
mas a visão já não ajuda...

Que podemos perdoar bem mais facilmente,
sem rancor, sem raiva...

 

Que podemos deixar coisas sem importância,
e ver melhor a vida...

Que buscamos um amor com mais intensidade,
fugindo da solidão...

Que demos muito tempo ao tempo,
e agora o tempo veio cobrar...

E com certeza o tempo cobra sim...

Antes que ele cobre, vá logo mostrando as contas, assim pelo menos o impacto será menor...

Contabilize apenas os bons momentos,
debite todas as tristeza, dê crédito a todos os sonhos,
invista em todas as esperanças, enfim,

aplique vida sobre vida...

Somente viver e viver com qualidade é que vale a pena...

 

(J. Carlos Santana Cardoso)



Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 06h29
[ ] [ envie esta mensagem ]






 

ENERGIZAÇÃO

 

 

Vem espírito do bem, me envolve,
Lança teus raios de bondade
Em minha direção,
Cubra-me com tua proteção.

Reabastece minhas energias,
Fazendo-me compreensão,
Elevando sempre meu coração
Ao ápice da bondade,
Que eu sempre saiba perdoar,
Esquecendo mágoas,
Lavando a alma,
Sendo somente o amor que se dá.

Vem espírito superior,
Carrega-me em teus braços,
Dai-me a força que preciso,
Para continuar o que aqui vim fazer,
E nunca me esquecer
Dos teus ensinamentos,
Perdida no mar da minha infantilidade
Como humana,
Aprendiz de um tempo.

Oh... espírito benfazejo,
Sopra em minha direção,
Que minha criança interior,
Nunca se acovarde,
Nem adormeça em meu coração,
Pois dela preciso
Para espalhar a alegria,
O otimismo de uma encarnação.

Apaga de minha mente as decepções
De coisas que não conhecia,
O mal que não sabia que tão forte existia,
O ódio , A vingança,
Pois sempre sentia o amor,
Não acreditando no êxito da ruindade,
Pois todos ao serem filhos de um Deus
Levam o amor no coração,
E não deveriam se perder na escuridão.
Que eu possa direcionar teu amor
Para esses corações em forma de elos Preciosos que me são dados por ti.

Vem espírito da brandura,
Me circula, me faz cura,
Lava meu interior,
E que nele nasça a flor
Da tua humildade,
Para que eu possa espalhar a suavidade,
O conforto de uma palavra amiga,
A honestidade de um existir,
Até quando eu deva partir,
Para me embaralhar de volta
Nos teus cabelos,
Sendo uma partícula de tua elevação.
Que se faça a cura,
Energizando meu ser.

(Desconheço o Autor)



Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 15h23
[ ] [ envie esta mensagem ]






Eu sou um homem de pouca fé

Estou sendo moldado pela crise. Sinto martelos me esculpindo, sinto lixas em minha sensibilidade e aos poucos uma pele de rinoceronte engrossará meus sentimentos. Graças a Deus, estou perdendo esperanças vãs, ganhando uma nova sabedoria. Quando vejo o ministro Carlos Velloso, do STF, dizer que deu o hábeas-corpus para os malufes porque ficou com “pena do pai e filho na prisão”, percebo que sou um reles desalmado que só penso nos milhares de pretos e pobres que estão atrás das grades com pena cumprida, doentes, com Aids, tuberculose e descubro constrangido que meu coração ainda é primário, ideológico e que eu não capto a fina dor de Maluf e filho, nostálgicos dos 500 milhões de dólares desviados de obras públicas e com a felicidade da família árabe destruída pela solidão na cela da PF. Eu não sei o que é compaixão.

Quando me indigno ao ver que a Assembléia Legislativa de Rondônia absolveu os deputados filmados pedindo propina ao governador, percebo que minha desolação é romântica, pois ainda sonho com uma ética arcaica, ridícula no tempo atual, como bem ensinou a deputada Ellen “sei lá o quê”: “Ninguém pode consertar o mundo, por isso, me dá minha grana aí, porra!” Sim, reconheço que sou um idiota e que essa brava mulher nos lembrou que a História brasileira foi feita com a argamassa da corrupção, a prática dinamizadora dos políticos, muito além de vagos sentimentos “patrióticos”. Hoje percebo que, por baixo de aparentes roubalheiras, há um projeto de país em andamento. Tenho de mudar. Isso me dará um alivio moral, ver que meus pruridos são patéticos e que tenho de me alinhar com a pós-modernidade. Tenho aprendido muito com a crise brasileira. O PT me modificou bastante. Eles não mudarão jamais, pois são feitos de bronze como as estátuas soviéticas, mas eu mudei muito ultimamente. Como tenho aprendido com a férrea prática do que a direita chama insidiosamente de “mentira revolucionária”! Só ela é capaz de resistir aos ataques da mídia, essa raça a que pertenço, sórdida e neoliberal, vendida ao capitalismo selvagem. Santo Deus, como tenho aprendido com Dirceu em seu martírio triunfal, negando tudo para fugir da culpa. Na resistência de homens como Berzoini, duro burocrata, Mercadante, pálido de vergonha mas obediente à revolução, me dou conta de que sou um fraco, um invertebrado neoliberal, sem convicção no futuro socialista. Sou um homem de pouca fé quando critico a união dos chefes petistas expulsando o ex-empregado Delúbio Soares, que, chorando de dor e orgulho, se apresta a subir na fogueira, sorrindo com seus maus dentes, feliz em sua dor, pois salva os comandantes que sempre o orientaram na captação da grana da República (essa mentira burguesa...) para financiar o heróico movimento bolivário-tiradentista-lenino-dirceuzista-lulal . Como pude ser descrente, a ponto de não ver a grandeza de um partido que segue a mais pura tradição do stalinismo (afinal, um grande chefe...) e que faz crer à sociedade civil que dirigentes como Dirceu, o gramcio-stalinista Tarso Genro, Genoino, Gushiken, Gilberto Carvalho não sabiam de nada do que Delúbio organizava. O PT tem de sobreviver e, para isso, nada mais válido que jogar a culpa num delúbio inferior.

Assumo que sou um estraga-prazeres, perturbando a bovina fé da opinião pública em mentiras revolucionárias. Sou um reles incréu, quando ouso pôr em dúvida que o Banco Rural tenha emprestado 20 milhões de dólares ao Valério para ele emprestar ao PT, com um aval de que Genoino não se lembra. Como ouso afirmar também que essa mixaria de “caixa dois do mensalão” não é nada, perto dos três bilhões que estão escondidos no Exterior? Como posso ser um tapado ideológico, ao não sacar a sutileza de homens profundos como o Mangabeira Unger ou o vice Alencar que ingressaram no partido do bispo Macedo, a nova corrente da modernidade, ao qual certamente Lula se unirá para a reeleição? Como sou frívolo, ao não aceitar esses necessários gestos e jogadas de real-politik para se atingir o “grande salto para a frente”: a reeleição de Lula? Tenho sido malicioso em só ver ganância, boçalidade e hipocrisia na cara do sapo barbudo, cada vez mais sapo e mais barbudo (reparem em minha insopitável maledicência...), que só pensa nele mesmo e nunca no país, babujando metáforas burras. Confesso que tenho sido intolerante por não compreender que esta cupidez e estupidez são belos exemplos de uma cultura pura, folclórica, popular? Realmente, não tive grandeza para aceitar que Severino continue a mandar nos 300 picaretas e que 53% das emendas ao orçamento tenham sido dados por Lula a Severino, pois conta com ele para 2006, no comando da imunda jangada (olhem só meu preconceito...) do baixo-clero. Percebo que sou homem sem fé ao não aceitar que Celso Daniel morreu por crime comum... Como sou malévolo, insidioso, ao achar que os sete assassinados depois do crime eram queima de arquivo e de testemunhas!... Como sou pérfido ao concluir que seus irmãos Francisco e Bruno arriscam a vida para provar um esquema de corrupção criminosa do PT em Santo André, esquecendo-me que os irmãos de Celso não passam de instrumentos neoliberais da direita para incriminar o PT? Como posso lançar aleivosias contra os homens puros e duros que lutam na revolução chamada pelas elites de “corrupta” para levar o país ao futuro? Como ouso falar com azedume em “prevaricação, sonegação, lavagem de dinheiro, formação de quadrilhas, superfaturamentos”, assacando essas calúnias contra um partido puro, idealista?

Sei que estou errado, mas já estou me “refundando” e espero um dia chegar à luz da verdade e ser como esses grandes homens que guerreiam pelo bem do povo brasileiro, ignorando minúcias éticas pequeno-burguesas. Se Deus quiser, um dia ainda serei um perfeito filho-da- p*#a .

Artigo de Arnaldo Jabor publicado no O Globo de 25/10/05



Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 15h09
[ ] [ envie esta mensagem ]








Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 18h37
[ ] [ envie esta mensagem ]






 
 

Ó Lua...


Ó lua que reluz
Seu céu repleto de estrelas
Cadentes
Cintilantes

Resplandecentes
Se mostra repleto de luz...

Ó lua que ilumina
Anima
Reflete a grandeza
Gigantesca
Do universo infinito...

Ó bela mágica lua cheia
Repleta
Intensa
Suas formas brotam desejos
Escondem segredos
Claridade incandescente...

Ó lua que brilha distante
Teus reflexos
São poças de esperanças
Contidas na sua clareza...

Ó lua sua imagem
Cantanda em verso e prosa
É refúgio dos amantes
É a inspiração dos poetas

Ó lua...!

Por Ângela Bretas



Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 18h22
[ ] [ envie esta mensagem ]






 

Ser criança

Ser criança é sempre ver o lado positivo da vida.
É ter a imaginação fértil, é gostar de ver televisão, é correr, é brincar.
Ser criança é não se preocupar com o dia seguinte, é não ter contas para pagar.
Ser criança é criar um mundo só seu, sem defeitos, com muita guloseima e muitos bichinhos de estimação.
Ser criança é chegar do colégio e jogar as meias e a mochila em qualquer lugar e não se importar muito com a bronca dos pais.
Ser criança é comer pipoca, é levantar tarde, é  lambuzar a cara comendo chocolate, é tirar meleca do nariz sem se importar com ninguém, é falar errado, é rir, rir alto, é cantar, é ver o céu sempre azul, é estar sempre com as roupas sujas, é querer comer sempre no McDonald´s, é viver cada minutinho de sua vida aproveitando o que ela tem de melhor.
Ser criança é ter medo do bicho-papão, é correr e se esconder atrás das portas, é esperar pelo presente do Papai Noel ... ser criança, é uma brincadeira sem fim.
Ser criança, é depois de um dia atarefado, deitar no colinho dos pais e adormecer, feito um anjinho, tendo a certeza de que eles sempre estarão ali do seu lado, para protegê-la e amá-la e ainda acreditar  que o outro dia será sempre melhor que o anterior.

(LIZA)

 

 



Universalizado por Mår¢¡å F¢rnåndå às 14h30
[ ] [ envie esta mensagem ]